Eleito novo presidente da Confederação Nacional de Saúde

Categoria:

Compartilhar:

publicada em

Eleito novo presidente da Confederação Nacional de Saúde

No dia 1º de outubro foi escolhido o novo presidente da Confederação Nacional de Saúde ” CNS, entidade da qual a Fehosul é uma das associadas, em votação realizada durante Assembleia Geral da entidade, em Brasília. O novo presidente substitui o médico hematologista, Renato Merolli, do Paraná.
O catarinense Tércio Egon Paulo Kasten é farmacêutico-bioquímico, e preside atualmente a Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde de Santa Catarina ” Fehoesc. Ativista de movimentos associativos e sindicais há 30 anos, Kasten assume o cargo em dezembro, com mandato pelo período de 3 anos (2015-2018). A CNS, como entidade sindical de grau superior, constituída por 8 federações patronais e mais de uma centena de sindicatos, representa a totalidade dos hospitais, clínicas, laboratórios e demais estabelecimentos de saúde brasileiros, que constituem um contingente de mais de 230 mil estabelecimentos de saúde.
Tércio Kasten conversou logo após a sua escolha com a reportagem do Portal Setor Saúde, e se mostrou emocionado com a escolha do seu nome. “Pra mim é uma grande alegria, satisfação e um grande desafio. É um trabalho muito diferente do que presidir uma federação, o nível é outro, mas desafios são bons para quem enfrenta eles” falou.
Sobre os projetos que tem em mente, Tércio Kasten destacou a importância de uma gestão descentralizada e compartilhada, com maior protagonismo e participação dos vices presidentes, tanto na parte executiva como na esfera estratégica. “Acho que o principal projeto meu aqui na CNS é fazer uma reforma estatutária prevendo uma ação mais direta das vice presidências”, explicou.
Tércio Kasten acredita que a CNS necessita buscar uma representatividade maior nas decisões e discussões do mercado da saúde. Além disto, deve participar mais proximamente das reuniões regionais para “demonstrar para o associado o que a CNS está fazendo em prol deles”, reforçou.
Outro projeto externado pelo novo presidente é o de trazer de volta a discussão da criação do “Sistema S” da Saúde, uma antiga e importante demanda da CNS, conforme destacou Tércio.
Sobre a situação econômico-financeira do País, Tércio defende que não adianta somente ficar fazendo críticas. “Nós somos brasileiros, temos que resolver a situação da nossa casa, não tem como fazer de outra forma. Não posso ocupar um cargo só para fazer críticas. Precisamos estar presentes para sugerir as mudanças que são necessárias”, finalizou.
O presidente da Fehosul e reeleito vice presidente da CNS, médico Cláudio Allgayer, participou da escolha na capital federal, e entende que Tércio “como líder aglutinador e visionário, tem todas as condições de defender os legítimos interesses de nossa categoria e firmar posições adequadas e inovadoras no trade saúde”.
Cláudio José Allgayer (reeleito vice presidente), Pedro Bandarra Westphalen (diretor) e Mauricio de Abreu e Lima Guimarães (conselheiro fiscal) serão os representantes do Rio Grande do Sul na nova composição diretiva eleita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outras notícias

plugins premium WordPress