Método BLW: Qual é a melhor forma de dar alimentos novos aos bebês

Método BLW: Qual é a melhor forma de dar alimentos novos aos bebês

Categoria:

Compartilhar:

Método BLW: Qual é a melhor forma de dar alimentos novos aos bebês

Por volta dos seis meses de vida, grande parte das crianças começa a experimentar alimentos novos. Nesta fase, muitos pais têm dúvidas sobre o assunto, como : o que oferecer primeiro”  Salgado ou doce” Sólido ou líquido” 
Entre os métodos alternativos de introdução alimentar  mais populares nas redes sociais está o BLW (Baby-led Weaning), criado pela agente de saúde britânica Gill Rapley, autora do livro Baby-led Weaning: Helping Your Baby to Love Good Food, que em tradução livre significaria Desmame Guiado pelo Bebê: Ajudando seu Filho a Amar Boa Comida.
O método sugere que a criança esteja  a  mesa com a família e fique livre para escolher os alimentos já aos 6 meses de idade.  A batata ou o chuchu, por exemplo, não seriam oferecidos a criança amassados com o garfo, como é feito com as papinhas e sim, cortados, próximo ao bebê para que ele mesmo leve até a boca.
Segundo o Ministério da Saúde,  ainda não existem evidências científicas sobre o impacto na nutrição das crianças que são submetidas a esse método.  Por essa razão, o Ministério da Saúde recomenda que a alimentação seja oferecida na colher, conforme descrito no Guia Alimentar para menores de 2 anos. 
Ao completar 6 meses, crianças amamentadas e não amamentadas devem, segundo o ministério, receber novos alimentos com consistência de um purê e, gradativamente, essa consistência vai deixando de ser pastosa até chegar à alimentação habitual  da família. Este momento acontece geralmente aos oito meses de idade.
No entanto, os pais que oferecem aos bebês a mesma alimentação da família devem ficar atentos às formas de preparo, sem temperos picantes, sem alimentos industrializados e com pouco sal.
Além disso, a base das refeições ofertadas para as crianças deve ser de alimentos in natura ou minimamente processados.  Alimentos in natura são obtidos diretamente de plantas ou de animais e não sofrem qualquer alteração após deixar a natureza. Alimentos minimamente processados correspondem a alimentos in natura que foram submetidos a processos de limpeza, remoção de partes não comestíveis ou indesejáveis, fracionamento, moagem, secagem, fermentação, pasteurização, refrigeração, congelamento e processos similares que não envolvam agregação de sal, açúcar, óleos, gorduras ou outras substâncias ao alimento original. 
Exemplos desses alimentos são : legumes, verduras, frutas, batata, mandioca e outras raízes e tubérculos in natura ou embalados, fracionados, refrigerados ou congelados; arroz branco, integral ou parboilizado, a granel ou embalado; milho em grão ou na espiga, grãos de trigo e de outros cereais; feijão de todas as cores, lentilhas, grão de bico e outras leguminosas; cogumelos frescos ou secos; carnes de gado, de porco e de aves e pescados frescos, resfriados ou congelados; ovos; e água potável. 
Um cardápio ideal é aquele que contém os principais grupos de alimentos: 
1) Cereais e tubérculos;
2) Verduras e legumes;
3) Frutas;
4) Leites, queijos e iogurte e coalhadas caseiras 
5) Carnes, miúdos e ovos;
6) Leguminosas;
7) Óleos e gorduras.
Vale lembrar que as quantidades devem ser oferecidas de acordo com a idade do bebê. Se você possui dúvidas sobre a quantidade certa para cada idade, confira na tabela algumas informações.
Atualização
O Guia Alimentar para menores de 2 anos está sendo revisado atualmente  e os métodos de introdução alimentar, incluindo o BLW, estão sendo amplamente discutidos pelos especialistas envolvidos.

Confira outras notícias

WhatsApp Image 2023-12-01 at 12.32.17 AM

Nova Diretoria do CBC-RS reforça compromisso com o desenvolvimento científico e valoriz...

O Colégio Brasileiro de Cirurgiões – Capítulo RS (CBC-RS) está sob nova gestão para o próximo biênio. A Diretoria, comandada pela mestre Dra. Dóris M .Lazzarotto e tendo como secretário o presidente da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), Dr. Gerson Junqueira Jr., traz consigo u...
amb

AMRIGS participa de reunião do Conselho Deliberativo na Bahia

Serão três dias de debates sobre acertos e melhorias entre as Federadas brasileiras. Esta quinta-feira, 30 de novembro, foi marcada pelo começo da reunião do Conselho Deliberativo e de Planejamento Estratégico da Associação Médica Brasileira (AMB). O encontro aconteceu na cidade de Salvador/BA...
ipe

AMRIGS se reúne com direção do IPE Saúde para realinhar reajustes anunciados na tabela ...

Valores divulgados oficialmente apresentaram discrepâncias entre o acordado em encontros anteriores O presidente da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), Dr. Gerson Junqueira Jr, se reuniu na manhã desta quinta-feira (30/11) com o diretor de Provimento de Saúde do IPE, Antônio Quint...
plugins premium WordPress