Ministério pretende expandir modelo de reabilitação da Rede Sarah para todo o país

Notícias

Categoria:

Compartilhar:

publicada em

Ministério pretende expandir modelo de reabilitação da Rede Sarah para todo o país

O objetivo é capacitar e qualificar profissionais, além de apoiar a gestão para a implantação de centros integrados e oficinas de órtese e prótese nos estados

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, visitou na quarta-feira (27) a unidade de Brasília da Rede Sarah para averiguar instalações e serviços, com o objetivo de disseminar a experiência de reabilitação de pessoas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o país.

“O Ministério da Saúde, que financia a Rede Sarah, tem interesse em colocar nas ações financiadas um programa de qualificação de centros integrados de reabilitação física, auditiva, visual e intelectual em todo o Brasil. A ideia é que a Rede Sarah possa participar do processo de implantação, de apoio à gestão, capacitação de profissionais para centros, não só em atenção à saúde, mas para oficinas de órtese e prótese”, afirmou o ministro.

A Rede Sarah tem atualmente 10 unidades espalhadas pelo país. Essas unidades prestam assistência médica qualificada e gratuita na área de reabilitação. São também dedicadas ao tratamento de deformidades na criança e problemas de neurodesenvolvimento. Dedicam-se à prestação de serviços especializados nas áreas de neurorreabilitação, indiscriminadamente entre a população. Os hospitais da Rede Sarah totalizaram uma média diária de 6,6 mil atendimentos, no ano passado.

São localizadas nas seguintes capitais: Brasília (DF), Salvador (BA), São Luís (MA), Belo Horizonte (MG), Fortaleza (CE), Belém (PA), Macapá (AP), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ). Para 2011, foram previstos para a Rede Sarah no orçamento do Ministério da Saúde mais de R$ 600 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outras notícias

plugins premium WordPress