Notícias

26/09/2019 - Mais comum entre meninos, suicídio é terceira causa de morte entre jovens e adolescentes



Médicos psiquiatras, Rafael Moreno Ferro de Araújo e Jader Piccin, abordaram o tema durante edição do Ciclo de Palestras AMRIGS dedicado ao Setembro Amarelo

O comportamento suicida e autolesivo em jovens e adolescentes é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma prioridade de saúde pública e, naturalmente, preocupa pais, familiares e amigos, que não sabem a melhor forma de lidar com quem passa por este momento delicado. Pensando nisso, a Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) levou este tema para o Ciclo de Palestra AMRIGS, na noite desta quarta-feira (25/09).



Para uma plateia de adultos, jovens, profissionais da saúde e comunidade em geral, os médicos psiquiatras Rafael Moreno Ferro de Araújo e Jader Piccin, apresentaram a importância de se ouvir, compreender e dar a seriedade que o assunto merece.

- A pessoa que está com comportamento suicida sente que não será compreendida, que ninguém irá entender o que ela está passando e por isso, pensa que não adiantar falar - explicou Jader Piccin.

Segundo o psiquiatra, a adolescência e a juventude são períodos de saúde e, se não há saúde mental, não é possível viver de forma plena.

- É preciso que se entenda a seriedade do que é um comportamento suicida. Não é possível minimizar. É uma doença que deve ter acompanhamento e, em alguns casos, internação hospitalar - enfatizou Jader Piccin.



Traçando um panorama entre o momento atual do mundo em que os adolescentes estão inseridos, com redes sociais e tecnologia, o médico Rafael Moreno Ferro de Araújo salientou a necessidade dos pais estarem ainda mais presentes e em constante conversa com seus filhos.

- Quando se é criança, a presença física dos pais é fundamental, em quantidade e qualidade. É preciso conversar, ouvir e tentar entender o que o filho está passando. Nesses contatos, muitas vezes é possível perceber se algo não corre bem - comentou.

Segundo Rafael, os pais sentem que os bens materiais, como casa, roupas, e outras coisas físicas são essenciais. Por isso, acabam trabalhando demais e se ausentando do ambiente familiar.



A atividade foi realizada no Centro de Eventos AMRIGS, em Porto Alegre.

A próxima edição do Ciclo de Palestras AMRIGS acontecerá no dia 23 de outubro, às 19h, durante o Outubro Rosa. O médico Leônidas Machado e as voluntárias do Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (IMAMA), Altair Margarida de Conto e Patricia Chiappin Kauer, falarão sobre a prevenção do câncer de mama. O ingresso é gratuito e as inscrições podem ser feitas aqui.

Fonte: Ascom AMRIGS

Fotos: Vitor Figueiró



Todas Notícias