Notícias

17/02/2020 - Dia D contra o sarampo imuniza 1003 pessoas na Capital



As 33 unidades de saúde da Capital abertas neste sábado, 15, Dia D da mobilização contra o sarampo no Brasil, registraram movimento intenso. Foram aplicadas 1.003 doses da vacina tríplice viral pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em Porto Alegre no público-alvo da campanha. Os dados são parciais e serão atualizados durante a semana. Diversas pessoas também procuraram as unidades de saúde em busca das vacinas contra febre amarela e HPV.

A campanha contra o sarampo começou na segunda-feira, 10, e é dirigida a completar o esquema vacinal de crianças, adolescentes e jovens de cinco a 19 anos de idade. Durante o dia, foram avaliadas 7.020 carteiras para verificar a condição vacinal e a necessidade de imunização.

Conforme a diretora-adjunta de atenção primária da SMS, Diane Moreira do Nascimento, apesar do movimento, as equipes deram conta da demanda. Segundo dados do E-SUS do Ministério da Saúde, as unidades com maior número de registros foram Tristeza, Macedônia, Restinga, Farrapos e Diretor Pestana.

Na primeira semana da campanha e no Dia D, o número de pessoas vacinadas entre cinco e 19 anos alcança 1.411. O chefe do núcleo de imunizações da SMS, enfermeiro Augusto Crippa, destaca que o número é parcial e sujeito a alterações. Ele enfatiza que a campanha segue até 13 de março para o público de 6 meses a 49 anos de idade.

A vacinação contra o sarampo está disponível em todas as unidades de saúde. O esquema vacinal depende da faixa etária. Não há registro de falta da vacina na rede municipal. A imunização está disponível no mesmo horário de atendimento dos serviços de saúde, incluindo as unidades com horário estendido.

De acordo com o Boletim Informativo divulgado na última quinta-feira, 13, pela Equipe de Vigilância de Doenças Transmissíveis da SMS, até 8 de fevereiro foram notificadas 11 suspeitas da doença em Porto Alegre. Oito casos foram descartados, um foi confirmado e dois seguem em investigação. O caso confirmado é de um jovem na faixa dos 20 a 29 anos não vacinado. No mesmo período de 2019, uma notificação de suspeita foi feita, sem confirmação de caso.
 
Em 2019, no total, foram notificados 87 casos suspeitos de sarampo. Desses, 63 foram descartados, 22 confirmados e dois seguem aguardando resultado de exame. Dos 22 casos, 16 eram de pessoas sem registro de vacinação contra o sarampo, dois tinham esquema incompleto, com uma dose feita, e quatro tinham esquema completo, com doses feitas na infância.

Fonte: Vanessa Conte e Patrícia Coelho/SMS PMPA

Foto: Robson da Silveira/ SMS PMPA



Todas Notícias