Notícias

20/03/2020 - Heróis em meio a pandemia



Artigo de Opinião: Presidente da AMRIGS, Alfredo Floro Cantalice Neto

Em um cenário de pandemia, como o que estamos vivendo, não há apenas um herói, mas uma legião de guerreiros que travam diariamente uma batalha para o bem de toda a sociedade. Passamos por um momento nunca vivido, no qual nossa vida depende do comportamento coletivo, e o que mais precisamos é que cada um faça a sua parte.

A Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), como entidade representativa da classe médica, gostaria de enaltecer a importância de cada profissional da saúde que, além de cuidar de si, está hoje com a missão de zelar por todos aqueles que forem contaminados por esse assustador vírus que assola o mundo. No exato momento em que quem pode se recolhe na residência com cuidado e prudência, outros milhares de médicos e profissionais da saúde despedem-se de seus familiares e partem em direção a hospitais, clínicas e centros de saúde, colocando sua própria vida em risco pelo bem maior que é a preservação da vida.

A missão, que nos é dada, é difícil, mas honrosa. A sociedade pode ter a certeza que não ficará desamparada em momento algum, se depender da valentia e coragem de todos que encararam esse desafio.

Por outro lado, é fundamental reconhecermos o papel de todos que estão à nossa volta. Para o médico operar, ele precisa se alimentar e, para que isso aconteça, há muitos outros heróis sem jaleco: motoristas de caminhão, carregadores, profissionais da indústria e comércio, e empresários que não abandonam suas atividades em meio à crise, conscientes e adotando todos os cuidados que são necessários, de acordo com as orientações das autoridades de saúde.

Batamos palmas também para o motorista que precisa conduzir profissionais até o hospital; para o profissional que recolhe o lixo; para a pessoa que faz a limpeza e que, nesta batalha, é fundamental para conter a propagação; para o farmacêutico; para o enfermeiro; para o segurança; para o motoboy; para o policial; para o bombeiro; para os jornalistas que dedicam-se incansavelmente a informar, orientar e combater as notícias falsas que trazem pânico e desinformação; e para o cientista, que tenta incansavelmente encontrar a cura para a doença.

Temos a certeza que a vida vai seguir em frente. Voltaremos a sorrir e respirar o ar com a tranquilidade de outros tempos. E, ao olharmos para trás, teremos um enorme orgulho de tudo que fizemos.

Alfredo Floro Cantalice Neto
Presidente da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS)



Todas Notícias