Notícias

22/06/2021 - Planejamento Estratégico do SUS na pauta da reunião da Diretoria da AMRIGS



Presidente do Conselho Estadual dos Secretários de Saúde e vereador de Canoas foram recepcionados na sede da Associação

A reunião da Diretoria da Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs) recebeu, na noite de segunda-feira (21) a presença do presidente do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems), o secretário municipal de Saúde de Canoas, Maicon de Barros Lemos, e o vereador canoense Aloízio Bamberg (Progressistas).

Além de presidente do Cosems no Rio Grande do Sul, Maicon de Barros também é vice-presidente do Conselho Federal dos Secretários Municipais de Saúde (Conasems). Especialista nas questões do Sistema Único de Saúde (SUS), o secretário de Canoas disse ser muito importante a presença dos médicos nas discussões do Planejamento Estratégico do SUS para o período entre os anos de 2022 e 2025.

Para este plano, cada um dos mais de cinco mil municípios brasileiros deve entregar os Planos Municipais de Saúde ao Ministério da Saúde para a compilação dos dados, cenários e expectativas dos gestores sanitários. Com esta integração, os técnicos do Ministério irão publicar o Planejamento, que servirá de base para a melhoria das atuais políticas de saúde e a implantação de novas, de acordo com as necessidades de cada região.

Maicon de Barros destacou ainda a importância da aproximação entre o Cosems e a Amirgs. “Vocês estão deixando um legado, uma coisa nova, porque nunca tivemos uma aproximação de nível institucional com a Medicina como estamos nesta reunião, com todo este colegiado”, disse. “Precisamos fortalecer o SUS e por isso quero render minhas homenagens à Amrigs por esta iniciativa”.

O vice-presidente da Amrigs, Dr. Paulo Morassutti, que estava presidindo a reunião em Porto Alegre, destacou aos convidados a necessidade de preparo para outras grandes emergências sanitárias que poderão vir no futuro. “Não estávamos preparados para a pandemia”, disse. “E é bem provável que algo parecido, uma outra situação nesse sentido possa acontecer novamente”. Morassutti lembrou ainda a importância da presença de médicos e de suas entidades representativas nos diferentes fóruns e colegiados que discutem a saúde pública de um modo geral. Sejam as soluções oferecidas pelo Sistema Único de Saúde, sejam as ofertadas pelo sistema de saúde privado.

Legislativo Canoense

“Bamberg é um amigo de longa data, de muitas lutas pela saúde em Canoas”, disse o presidente do Conselho de Representantes da Amrigs, o secretário municipal de Saúde de Porto Alegre, Dr. Mauro Sparta, ao se referir à presença do vereador Aloízio Bamberg. Sparta trabalhou em Canoas durante oito anos, onde foi Diretor do Hospital de Pronto Socorro e também dirigente da Fundação Municipal de Saúde. “Estamos muito honrados com sua presença aqui nesta noite”, destacou Sparta.

Bamberg demonstrou satisfação em participar da reunião da Diretoria da Amrigs. “Estamos na rua, estamos nas comunidades, ouvindo pessoas muito humildes que precisam de saúde e, acima de tudo, informação sobre o que vem acontecendo”, disse o vereador. Parlamentar há oito mandato consecutivos, Bamberg tem sua atuação voltada para os movimentos comunitários e de moradia em Canoas.

A atenção à saúde é um dos focos do vereador, que é integrantes da Comissão de saúde da Câmara Municipal de Canoas.

“É muito bom estar aqui ouvindo o que a ciência e a cultura médicas tem a dizer a este vereador”, afirmou. “Importante porque vamos levar uma informação ainda melhor para quem nos procura na Câmara e nas caminhadas nas ruas”, completou.

Banco de Sangue para Dom Pedrito

O presidente da Amrigs, Dr. Gerson Junqueira Jr., participando virtualmente da reunião, destacou a Caravana Digital que discutiu o represamento dos procedimentos cirúrgicos por conta da Pandemia de Covid19, que foi realizada na semana passada em Dom Pedrito. Junqueira Jr. provocou o presidente do Cosems sobre a possibilidade de implantação de um banco de sangue em Dom Pedrito. Atualmente, nas emergências, os médicos de Dom Pedrito precisam do apoio do Banco de Sangue de Santana do Livramento, a 100 quilômetros de distância da cidade.

“Esta é uma pauta boa, uma reivindicação que podemos juntar forças com a Amrigs para buscarmos essa solução”, disse o secretário.

Fonte: Miguelito Medeiros
Fotos: Thales Duarte/AMRIGS



Todas Notícias