Notícias

10/08/2021 - Ganho ambiental da geração de energia solar na AMRIGS equivale a 4.703 árvores plantadas



Segundo o preconizado pela Organização Mundial da Saúde em relação a quantidade de árvores por habitante, o volume é suficiente para suprir a demanda de 1.567 pessoas

Sustentabilidade, força e protagonismo são os princípios norteadores da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS). Com uma usina de energia solar instalada em sua sede, a instituição passa a utilizar um recurso totalmente renovável para desempenho de suas atividades, contribuindo para a preservação do meio ambiente.Inaugurada em março de 2020 a produção média mensal de energia ao longo do primeiro ano de operação foi de 26.977 kWh, o equivalente ao consumo médio de 177 residências.

Para que se tenha uma ideia da importância para o meio ambiente, o cálculo considera que a geração de energia solar na AMRIGS pelos próximos 25 anos deve gerar um ganho ambiental equivalente a 4,5 campos de futebol repleto de árvores plantadas. Além disso, deixam de ser emitidos na atmosfera 35 toneladas de gás carbônico por ano, que provocam o fenômeno do efeito estufa.

“A AMRIGS tem entre suas missões atuar em defesa da vida e do bem estar da população, o que inclui o cuidado com o nosso meio ambiente”, afirma o presidente da AMRIGS, Gerson Junqueira Jr.

Levantamento inédito da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), com base em dados oficiais dos órgãos de governo, mostra que os benefícios proporcionados pela energia solar na geração distribuída ajudam todos os consumidores brasileiros e a economia do país. As análises da entidade apontam que, para cada R$ 1 investido em sistemas fotovoltaicos de pequeno e médio portes usados para abastecer residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos, o setor devolve mais de R$ 3 em ganhos elétricos, econômicos, sociais e ambientais aos brasileiros.

A Usina Solar localizada na AMRIGS tem ao todo 584 módulos. A obra foi um planejamento da TRIA Sistemas de Arquitetura com execução da Norr Energia. Todos os produtos utilizados atendem a todas as normas aplicáveis relacionadas à saúde, segurança e meio ambiente.

Dados no Brasil

Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o Brasil possui um total de 6,18 GW de potência instalada. Desse montante, 762 MW pertencem ao RS. Sendo que, em Porto Alegre estão instaladas atualmente 1885 UFVs, totalizando 20,34 MW de potência.

Como ocorre a geração de energia?

O sistema de geração de energia elétrica solar baseia-se na utilização de painéis solares fotovoltaicos, que liberam elétrons ao receberem partículas de luz solar (fótons), gerando assim corrente elétrica contínua. Após a ocorrência deste fenômeno, a energia gerada pelos módulos passa pelo inversor que transforma a corrente contínua em corrente alternada, que é mesma utilizada na distribuição elétrica brasileira. A UFV então passa a ser a fonte de alimentação da carga do cliente, deixando assim de consumir energia da rede da concessionária. Quando a energia gerada pra UFV for maior que a carga, a energia que sobra é injetada na rede elétrica. Se a energia gerada for menor que a carga, a rede da concessionária supre a energia faltante. Para medir o que é consumido e injetado na rede elétrica é utilizado o medidor bidirecional.

Fonte: Marcelo Matusiak
Fotos: Marcelo Matusiak e Pedro Moreira



Todas Notícias