Notícias

12/08/2022 - Festival de Inverno AMRIGS estreia valorizando a gastronomia gaúcha



Com opções variadas de produtos locais, evento também contou com workshop e degustação de espumantes

O Rio Grande do Sul tem como atrativos reconhecidos sua gastronomia, fortemente influenciada pelas culturas alemã e italiana, e a ampla oferta de vinhos, espumantes e cervejas artesanais – com muitas dessas bebidas premiadas internacionalmente. E para fomentar espaços que aproximam os produtores com a comunidade, a Associação Médica do Rio Grande do Sul desenvolveu o Festival de Inverno AMRIGS, que teve sua primeira edição iniciada nesta quinta-feira (11/08).

Promovido em parceria com a Prefeitura de Porto Alegre, Secretaria Extraordinária dos 250 anos de Porto Alegre, Equipe G, Associação Gaúcha de Microcervejarias e Phoenix Gestão de Eventos, o evento acontece na sede da AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311) e vai até o próximo sábado (13/08), trazendo uma programação que também abrange entretenimento e atrações culturais.

 

Presente na cerimônia de abertura do Festival, o secretário extraordinário dos 250 anos de Porto Alegre, Rogério Beidack, destacou as muitas opções gastronômicas à disposição do público, como queijos, geleias, doces, salames, azeites, pães, molhos e temperos, ressaltando que o evento deve integrar o calendário cultural permanente da cidade.

“É uma alegria podermos ajudar a desenvolver essa oportunidade, ainda mais em um período de retomada no qual o papel da comunidade médica foi fundamental. Estamos felizes e esperamos que a comunidade prestigie”, declarou.

Planejado para valorizar os produtos locais, o Festival de Inverno AMRIGS teve sua organização detalhadamente planejada, no intuito de trazer algumas vinícolas da Serra Gaúcha, como apontou o diretor da Phoenix Eventos, José Armando Paschoal.

“Aqui temos alguns dos espumantes mais premiados do mundo, então a intenção é aproximar o público dos produtos locais.” Para isso, criamos esse espaço e trouxemos o maior enólogo do país, o Adolfo Lona”, disse.

Há 50 anos no Brasil atuando com espumantes e vinhos, o enólogo argentino Adolfo Lona ministrou um workshop com degustação de espumantes, apresentando métodos de fabricação, características e diferenças de estilos, com foco nos produtos elaborados em território gaúcho.

“A Região da Serra proporciona uma matéria-prima excelente para fazer espumantes leves, com boa acidez e frescor, e isso é o objetivo do espumante, uma bebida festiva e fácil de consumir”, argumentou o enólogo, salientando que eventos como o Festival de Inverno AMRIGS colaboram para difundir a cultura do espumante, que apresenta enorme potencial de crescimento no Brasil.

 

Participante do workshop, a bióloga Joana Goethe disse ser uma entusiasta dos vinhos e espumantes, ressaltando que já conhecia o trabalho do enólogo argentino, porém admitiu ter relembrado uma lição importante na aula de Adolfo Lona.

“Tenho até um livro dele, mas hoje reaprendi a importância de abrir corretamente a garrafa do espumante. O certo é fazer isso o mais silenciosamente possível, sem deixar saltar os aromas e o gás, girando a garrafa e não a rolha”, explicou.

Com duas sacolas de produtos, o aposentado Sérgio de Menezes contou ter levado pães, doce de leite e vinhos. De acordo com ele, o evento poderia ter sequência.

“Provei algumas coisas, tudo estava bastante saboroso e com preços acessíveis, espero que tenha mais”, disse.

 

O fato de o Festival se apresentar como um espaço de confraternização entre os associados da AMRIGS e a comunidade de Porto Alegre, celebrando a gastronomia e a cultura gaúcha, foi observado pela diretora de Patrimônio e Eventos da AMRIGS, Dra. Cristina Matushita.

“Temos aqui produtos coloniais deliciosos, vinhos e espumantes, além de toda uma programação cultural. Hoje tivemos uma aula especial de degustação de espumantes, onde aprendemos a escolher e conhecer mais dessa importante bebida", afirmou.

Fonte: Julian Schumacher
Fotos: Julian Schumacher



Todas Notícias