Sarampo: alerta epidemiológico é emitido pelo CREMERS e secretarias Estadual e Municipal de Saúde

Sarampo: alerta epidemiológico é emitido pelo CREMERS e secretarias Estadual e Municipal de Saúde

Categoria:

Compartilhar:

Sarampo: alerta epidemiológico é emitido pelo CREMERS e secretarias Estadual e Municipal de Saúde

Veja, abaixo, texto integral do alerta.

ALERTA EPIDEMIOLÓGICO:
Câmara Técnica Infectologia – CREMERS
Secretaria Estadual de Saúde
Secretaria Municipal de Saúde

Caros colegas,

Alertamos para a ocorrência quatro de casos de SARAMPO diagnosticados nos últimos 60 dias em nosso estado. Desde 1999 nenhum caso dessa doença havia sido notificação no RS. Alertamos a classe médica quanto aos seguintes aspectos::

1-CASO SUSPEITO DE SARAMPO: indivíduo que, independente da idade e situação vacinal, apresentar febre e exantema máculo-papular, acompanhados de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse, coriza e/ou conjuntivite;

2-NOTIFICAÇÃO IMEDIATA: Casos suspeitos procedentes da cidade de Porto Alegre – entrar em contato pelos telefones (51) 3289-2471; (51) 3289-2472; e pelo telefone de plantão 24h da Vigilância Epidemiológica. Casos suspeitos procedentes de outras cidades do estado do Rio Grande do Sul- entrar em contato com o Disque Vigilância (150) ou pelo email notifica@saude.rs.gov.br;
INFORMAÇÕES ESSENCIAIS PARA NOTIFICAÇÃO: nome completo, data de nascimento, endereço residencial, telefone e data do início dos sintomas.

3-DIAGNÓSTICO LABORATORIAL: após a notificação, cabe a Vigilância em Saúde do Estado ou do Município realizar a investigação diagnóstica do caso suspeito através da coleta de espécimes clínicos (sangue e swab naso/orofaríngeo);

4-BLOQUEIO VACINAL NOS CONTATOS: após a notificação, cabe a Vigilância em Saúde do Estado ou do Município realizar o bloqueio vacinal dos contatos do caso suspeito;

5-VACINAÇÃO: frente a um caso suspeito, o médico poderá avaliar a situação vacinal dos contatos (conforme o calendário vacinal de rotina) e propor a atualização das vacinas em atraso da seguinte maneira:

6 a 11 meses: 1 dose da vacina Tríplice Viral (sarampo/caxumba/rubéola). Não substitui a dose de 1 ano do calendário da rotina.
1 a 3 anos: 1 dose da vacina Tríplice Viral.
4 a 19 anos: 2 doses da vacina Tríplice Viral. A segunda dose deve ser aplicada após os 4 anos de idade.
Mulheres de 20 a 49 anos: 1 dose de vacina Tríplice Viral ou da vacina Dupla Viral (sarampo/rubéola).
Homens de 20 a 39 anos: 1 dose de vacina Tríplice Viral ou da vacina Dupla Viral.

6-ISOLAMENTO RESPIRATÓRIO: após a identificação de um caso suspeito de sarampo indicar o isolamento domiciliar e máscara cirúrgica em ambientes públicos. Considerar o tempo de isolamento como período de transmissibilidade da doença: 5 dias antes do aparecimento do exantema até 5 dias após.

IMPORTANTE: a notificação imediata de casos suspeitos permite a aplicação de medidas de controle e a realização de exames complementares para o diagnóstico diferencial com as seguintes doenças exantemáticas: rubéola, dengue e parvovírus B19.

Detalhes de aspectos clínicos e de diagnóstico diferencial ver folder ou acessar os seguintes links:

CREMERS
FOLDER INFORMATIVO
SECRETARIA ESTADUAL DA SAÚDE

Confira outras notícias

thumb site

DU AMRIGS marca presença na recepção de calouros da Universidade Franciscana em Santa M...

A recepção dos alunos do primeiro semestre de Medicina da Universidade Franciscana (UFN) em Santa Maria, que marcou o início da jornada acadêmica dos novos estudantes, contou com a presença da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) e do seu Departamento Universitário (DU), representado p...
240223_CristineRochol_Formatura_SMS-0326

Cerimônia de formatura dos residentes do Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre cel...

Na última sexta-feira, 23 de fevereiro, a Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) sediou a cerimônia de formatura dos residentes do Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre (HPS-POA). O momento marcou a conclusão de uma importante etapa na jornada acadêmica e profissional na residência ...
Thumb Site

Preciso fazer minha primeira declaração de imposto de renda em 2024. E agora?

Dúvidas sobre como declarar corretamente o Imposto de Renda afligem até mesmo os contribuintes mais experientes. Quem vai fazer a declaração pela primeira vez precisa ter atenção redobrada para evitar os erros que fazem o contribuinte cair na malha fina da Receita Federal. Os estreantes precisam ...
plugins premium WordPress