Notícias

21/07/2022 - Empreendedorismo e autonomia financeira são destaques em capacitação promovida pelo IVS



Atividade voltada a moradores da Vila São Pedro abordou aspectos relevantes para quem busca empreender com profissionalismo

Com 30,4% da população à frente do próprio negócio formal, o Brasil é um dos líderes mundiais no quesito empreendedorismo. No último ano, segundo estudo realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), o país registrou a marca de 43 milhões de pessoas nessa posição.

Atento ao desenvolvimento da comunidade e à importância de fomentar os debates sobre o empreendedorismo, o Instituto Vida Solidária (IVS), que desenvolve ações sociais com os moradores da Vila São Pedro, em Porto Alegre, realizou na quarta-feira (13/07), uma qualificação direcionada aos alunos do curso de panificação.

A atividade apresentou aos participantes que empreender de forma correta pode transformar a vida de uma pessoa, como destacou a coordenadora do IVS, Carmem Reis. De acordo com ela, o curso de panificação permite ao estudante trabalhar com carteira assinada ou em negócio próprio, mas não examina as questões que envolvem o empreendedorismo.

"É fundamental que eles aprendam que isso deve ser feito de forma consciente e preparada, pois pode vir a ser o sustento da família. Não basta saber fazer o produto, mas entender como se posicionar e colocar o produto no mercado, de maneira que venha a cobrir os custos e dar lucro", apontou Reis, salientando que se trata de um público em vulnerabilidade social.

A capacitação sobre empreendedorismo foi conduzida pelo empresário, consultor e conselheiro do IVS, Cassio Mattos, que ressaltou estar entre os pilares do Instituto a promoção de ações que estimulem a conquista da autonomia financeira da comunidade. Para ele, é vital que os alunos estejam a par de fatores como custos, margem de lucro, concorrência e como atuar com qualidade e profissionalismo.

"Tivemos uma conversa introdutória sobre os pré-requisitos para iniciar um negócio, avaliando as dúvidas e elementos importantes para um projeto de geração de renda se manter de pé. Foi uma primeira reunião, vamos analisar como manter um formato de mentoria e definir ações que eles possam tomar", disse Mattos.

Além de compartilhar informações e noções de gestão, a formação oportunizou que os participantes dividissem experiências e desafios comuns, valorizando a importância de se aprender com os erros e não ter receio de tentar. Conforme Marilsa D'ávila, que é moradora da comunidade e esteve presente na atividade e também no curso de panificação, foram adquiridos conhecimentos para toda a vida.

"Gostei muito dessa ação. Ouvimos dificuldades parecidas e tivemos a oportunidade de ver onde estamos errando, para aprender a buscar superar essas dificuldades. Achei valioso esse momento e gostaria que tivesse mais", comentou ela.



Todas Notícias