Ações de saúde buscam a prevenção e o combate ao suicídio

Ações de saúde buscam a prevenção e o combate ao suicídio

Categoria:

Compartilhar:

Ações de saúde buscam a prevenção e o combate ao suicídio

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o suicídio é a terceira causa de mortes no mundo na faixa etária entre 15 e 35 anos, com cerca de um milhão de vítimas por ano. No Rio Grande do Sul, a cada 24 horas, três pessoas cometem suicídio. Com foco nesta realidade e tratando a morte autoprovocada como um problema de saúde pública, profissionais da área participaram nesta quinta-feira (10) do Seminário Estadual de Promoção da Vida e Prevenção ao Suicídio, atividade que marca o Dia Mundial de Combate ao Suicídio.
A chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), Tani Raniere, ressaltou a relevância e a magnitude destes dados que apontam também para um aumento no número de suicídios entre adultos jovens ( de 15 a 44 anos). “Este debate é fundamental para que possamos avançar na prevenção à morte autoprovocada. Entendemos que para qualificar este processo, precisamos capacitar os profissionais de saúde para atuarem de forma efetiva no acolhimento e na escuta qualificada de usuários com ideia suicida.”
O coordenador de Saúde Mental , Luiz Coronel, informou que o combate às mortes provocadas por violência, incluindo os suicídios, são prioridades para a Secretaria Estadual da Saúde. Segundo ele, já estão em andamento pelo TelessaúdeRS cursos de saúde mental voltados para todos os serviços de Atenção Primária/Atenção Básica do Estado. “Com isso, queremos capacitar o agente de saúde que está mais próximo da população e pode detectar precocemente pessoas com tendência suicida e intervir de forma adequada para evitar esta ocorrência”. Ele destaca ainda que fatores como depressões graves e consumo abusivo de álcool e outras drogas contribuem para agravar o problema. Coronel avalia que a prevenção passa por estratégias que contemplem a integralidade da atenção e necessidades do usuário garantindo promoção de qualidade de vida e recuperação da saúde.
A atividade integra também a programação do Setembro Amarelo que tem o objetivo de informar a população sobre a necessidade de observar a saúde mental de familiares e amigos. Hoje, o Hospital Psiquiátrico São Pedro, a Estátua do Laçador e o Estádio Beira-Rio terão iluminação amarela em alusão à data.
Desde junho de 2014, o suicídio é de notificação compulsória e imediata no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Dessa forma, os municípios podem aplicar as devidas medidas de controle, fornecendo acompanhamento e orientação familiar através da Rede de Saúde Mental.  

Confira outras notícias

thumb site

AMRIGS celebra formatura de novos especialistas do Hospital São Lucas da PUCRS

Em um momento repleto de emoções e conquistas, a Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) participou da cerimônia de formatura dos residentes do Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), realizada no Salão de Atos no dia 22 de fevereiro. O pres...
thumb site

Hospital Ernesto Dornelles forma 29 residentes em 12 especialidades médicas

A noite de quarta-feira, dia 21 de fevereiro, foi marcada pela formatura de mais uma turma do Programa de Residência Médica do Hospital Ernesto Dornelles, parceiro da Prova AMB/AMRIGS, aplicada anualmente. A cerimônia, que aconteceu no Clube Sogipa em Porto Alegre, contou com a presença do presid...
WhatsApp Image 2024-02-20 at 11.34.45 AM

Crescimento da Prova AMB/AMRIGS é pauta em reunião com AMB e federadas brasileiras

Na noite do dia 19 de fevereiro, representantes da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), da Associação Médica Brasileira (AMB) e das federadas dos estados do Ceará (CE), Pará (PA), Pernambuco (PE), Rio de Janeiro (RJ), Santa Catarina (SC) e Maranhão (MA) reuniram-se de forma híbrida pa...
plugins premium WordPress