Comissão do Senado aprova projeto que trata da revalidação do diploma de médico estrangeiro

Comissão do Senado aprova projeto que trata da revalidação do diploma de médico estrangeiro

Categoria:

Compartilhar:

Comissão do Senado aprova projeto que trata da revalidação do diploma de médico estrangeiro

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado aprovou, no dia 30 de abril, projeto que trata da revalidação do diploma de médico estrangeiro. O Exame de Revalidação de Diplomas, conhecido como “Revalida”, foi instituído por Portaria dos Ministérios da Educação e Saúde em 2011. A proposta é transformá-lo em lei e buscar uma padronização e reciprocidade com outros países.  O projeto pretende dar mais segurança jurídica ao processo. 
A avaliação é feita por meio de prova escrita e de prova prática. Antes do Revalida, os formados em medicina em outros países precisavam revalidar seus diplomas diretamente em alguma universidade pública. Além de demorado, o processo não era padronizado. A previsão em lei ” e não apenas em portaria interministerial ” visa transformar o exame em política de Estado, e não apenas de governo. A implementação do Revalida fica a cargo da União com a colaboração de universidades públicas e do Conselho Federal de Medicina. 
Para a relatora, senadora Ana Amélia, do PP do Rio Grande do Sul, o projeto acerta em transformar em lei a iniciativa tomada por meio de Portaria Interministerial e em estabelecer o critério da reciprocidade. “Os países que aceitam os diplomas brasileiros, não terá nenhum problema na concessão do Revalida, é um exame para médicos nas instituições públicas federais brasileiras…ele é um projeto que tem uma relevância no sentido da qualificação de uma área muito importante para o Brasil que é a área médica”, afirmou a senadora. 
O senador Flexa Ribeiro, do PSDB do Pará, destacou que o projeto vai definir de uma vez por todas que médicos formados no exterior só possam clinicar no Brasil após a revalidação do diploma.”Tivemos há pouco mais de um ano os médicos cubanos que estão clinicando no Brasil e não passaram por esse exame. A justificativa do governo naquela altura era a necessidade de importar esses médicos e que eles passariam, e espero que assim o façam, pelo revalida ao final do contrato de três anos”, destacou.
O projeto será encaminhado para a Comissão de Educação, de onde poderá seguir para a Câmara dos Deputados sem passar pelo plenário.

Confira outras notícias

WhatsApp Image 2024-02-20 at 11.34.45 AM

Crescimento da Prova AMB/AMRIGS é pauta em reunião com AMB e federadas brasileiras

Na noite do dia 19 de fevereiro, representantes da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), da Associação Médica Brasileira (AMB) e das federadas dos estados do Ceará (CE), Pará (PA), Pernambuco (PE), Rio de Janeiro (RJ), Santa Catarina (SC) e Maranhão (MA) reuniram-se de forma híbrida pa...
WhatsApp Image 2024-02-19 at 4.55.17 PM

Recomendações do 2° Fórum Saúde Mulher estão cada vez mais perto

Prosseguindo com o calendário de encontros do 2° Fórum Saúde Mulher, os grupos multidisciplinares de voluntários estão chegando ao final de mais uma etapa de trabalho, este, designado à preparação da Carta de Porto Alegre, documento que será apresentado oficialmente no XXVI Congresso Brasileiro d...
WhatsApp Image 2024-02-17 at 1.13.43 PM

Rio Grande do Sul conta com mais um empreendimento dedicado à saúde dos gaúchos

A Associação Médica do Rio Grande do Sul teve a satisfação de fazer parte da inauguração do Hospital MonPorto, um marco significativo para o setor de saúde na cidade de Rio Grande e em toda a região sul do estado. A solenidade, realizada na tarde da última sexta-feira, dia 16 de fevereiro, contou...
plugins premium WordPress