Presidente da AMB comenta expectativas para a saúde no Brasil

Presidente da AMB comenta expectativas para a saúde no Brasil

Categoria:

Compartilhar:

Presidente da AMB comenta expectativas para a saúde no Brasil

O presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Florentino Cardoso, comenta nesta entrevista o atual momento da saúde brasileira, principalmente com o programa Mais Médicos implementado, e aponta as expectativas para o próximo ano.

Quais são os principais problemas da saúde pública atualmente no Brasil”

Subfinanciamento, má gestão e corrupção são os três principais problemas da saúde pública no Brasil e que não são verdadeiramente enfrentados pelo governo. O Governo tem desviado o foco e quer imputar aos médicos a culpa pelo caos no sistema público de saúde.

Há muito tempo, reconhecemos a insuficiência dos recursos. Em 2000, a União contribuía com 59% do total de recursos na saúde. Hoje, somente 45% (Estados e Municípios 55%). A aprovação da PEC 29, de 2000, não foi suficiente para resolver o financiamento da saúde, pois a União não participa com o que deveria.

Temos muitos exemplos da gestão temerária, quando observamos a situação de hospitais federais no Rio de Janeiro (Andaraí, Ipanema, Bomsucesso, Servidores etc.), sob a responsabilidade do Ministério da Saúde, da degradante situação de pacientes em corredores e até no chão em emergências das grandes cidades, da longa fila de espera para consultas, exames, cirurgias. A corrupção no setor saúde está estampada semanalmente em nossos jornais.


O programa Mais Médicos traz soluções para esses problemas”

Não. O programa criado pelo governo, em nenhum momento, ataca os principais problemas da saúde pública. É um programa mal desenhado, que não oferece a estrutura adequada para os profissionais trabalharem e que não comprova quais deles possuem os conhecimentos e habilidades necessárias para exercer a medicina no Brasil, o que coloca em risco a saúde da população pobre, que já sofre demais sadia.

Oferecer mais médicos sem organizar a gestão da saúde, de forma profissional e comprometida, não irá resolver os problemas de saúde em nosso país. É necessário aplicar os recursos nos locais adequados e da maneira correta, coibindo qualquer tipo de corrupção ou desvio de dinheiro, além de disponibilizar, no mínimo, equipamentos para exames básicos e medicamentos para que a população possa prosseguir com seus tratamentos. Além disso, é imperativo controles e avaliações sistemáticas.

Infelizmente, há “viés de contaminação” de gestores do sistema de saúde público, nos três níveis (municipal, estadual e federal), misturando politicagem e visão eleitoreira, quando deveria preponderar a competência técnica.

Quais são as expectativas para a saúde no Brasil”

O acesso poderá ser ampliado nesse momento. Porém, sem qualidade a população vai sofrer muito, especialmente a mais pobre e carente, que depende exclusivamente do SUS. É também necessário investir mais em pesquisa e desenvolvimento, retirando as amarras existentes, para que o Brasil seja competitivo a nível mundial.

Não vislumbramos melhorias se não acontecer aumento do financiamento, melhorias da gestão e sério combate à corrupção. Precisamos sim melhorar o acesso com qualidade.

Na saúde suplementar, a ANS precisa exercer melhor seu papel e entender que o Brasil precisa conviver bem com os dois sistemas. O governo precisa se concentrar em seu verdadeiro foco como agência reguladora. Precisamos cada vez mais trabalhar com diretrizes e saúde baseada em evidências.

Confira outras notícias

thumb site

DU AMRIGS marca presença na recepção de calouros da Universidade Franciscana em Santa M...

A recepção dos alunos do primeiro semestre de Medicina da Universidade Franciscana (UFN) em Santa Maria, que marcou o início da jornada acadêmica dos novos estudantes, contou com a presença da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) e do seu Departamento Universitário (DU), representado p...
240223_CristineRochol_Formatura_SMS-0326

Cerimônia de formatura dos residentes do Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre cel...

Na última sexta-feira, 23 de fevereiro, a Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) sediou a cerimônia de formatura dos residentes do Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre (HPS-POA). O momento marcou a conclusão de uma importante etapa na jornada acadêmica e profissional na residência ...
Thumb Site

Preciso fazer minha primeira declaração de imposto de renda em 2024. E agora?

Dúvidas sobre como declarar corretamente o Imposto de Renda afligem até mesmo os contribuintes mais experientes. Quem vai fazer a declaração pela primeira vez precisa ter atenção redobrada para evitar os erros que fazem o contribuinte cair na malha fina da Receita Federal. Os estreantes precisam ...
plugins premium WordPress